Oxitocina mantém homens comprometidos e longe de mulheres atraentes

Já é sabido que o hormônio oxitocina desempenha  um papel fundamental para a manutenção de compromissos amorosos.

  Também conhecido como “hormônio da confiança”, ele ajuda a criar um senso maior de intimidade e ligação. Mas há uma segunda função do hormônio que fortalece ainda mais a relação de um casal: prevenir traições. É o que sugere um novo estudo da Universidade de Bonn (Alemanha), que apontou o papel da oxitocina em evitar que homens se aproximem demais de mulheres que eles considerem atraentes.

A oxitocina tem múltiplas funções. Ela não só ajuda a fortalecer a confiança em casais, como também alivia fobias sociais, facilita a cura, reduz o estresse e a depressão, além de aumentar a generosidade.

Para descobrir se ela realmente ajudava a desencorajar traições por parte dos homens, René Hurlemann e seus colegas conduziram uma experiência e descobriram que homens comprometidos com oxitocina evitavam mulheres que eles consideravam atraentes. Um outro detalhe: a ação do hormônio ocorria tanto em homens que abordavam as mulheres quando os que eram abordados por elas.

A experiência funcionou da seguinte forma: René reuniu um grupo de homens heterossexuais sadios que receberam oxitocina ou um placebo (uma substância propositalmente ineficaz) por vias nasais. Então, uma mulher atraente circulava perto deles, alterando sua distância de cada um de tempo em tempo. Durante a experiência, os homens respondiam se a distância em que ela estava era “ideal” ou fazia com que eles sentissem “levemente incomodados”.

Esperava-se que os homens se sentissem bem com a mulher por perto – afinal de contas, trata-se do “hormônio da confiança”, mas aconteceu o inverso: os homens comprometidos tentavam manter maior distância física da mulher, diferentemente dos solteiros.
Os participantes que receberam o placebo não insistiram em manter distância da mulher, diferente dos que receberam oxitocina, um indicativo de que o hormônio atua em homens comprometidos – mas não os solteiros – fazendo-os evitar muito contato com mulheres desconhecidas.O efeito ocorria independentemente de haver contato visual ou não entre a mulher e os homens. A oxitocina não afetou a atitude dos homens para com a mulher, que foi considerada atraente por todos (inclusive por aqueles que receberam um placebo).

Anúncios

One thought on “Oxitocina mantém homens comprometidos e longe de mulheres atraentes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s