[NASA] Carbono detectado ? Matéria orgânica em Marte ? Dados inconclusivos…

O robô Curiosity encontrou moléculas complexas em solo marciano, incluindo substâncias com água, enxofre e cloro, que foram identificadas no laboratório que o robô leva a bordo, segundo anúncio da Nasa feito nesta segunda-feira (3). A agência disse, no entanto, que não confirmou a existência de partículas orgânicas no Planeta Vermelho, no material que analisou até o momento.

“Não temos detecção definitiva de orgânicos marcianos até agora, mas continuaremos investigando o diverso ambiente da Cratera Gale” (onde está o Curiosity), disse o pesquisador-chefe do SAM, a ferramenta que faz a análise de amostras do solo marciano, Paul Mahaffy.

O SAM detectou a existência de um composto formado por cloro e oxigênio chamado perclorato e que, aquecido dentro do Curiosity, formou moléculas orgânicas com átomos de carbono. Mas a Nasa advertiu que não tem como saber se o carbono tem origem marciana ou se se trata de uma contaminação que veio da Terra.

Robô Curiosity ainda não detectou matéria orgânica em Marte

A expectativa em torno do anúncio durante um congresso em San Francisco era grande, já que John Grotzinger, chefe da missão Curiosity no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL, na sigla em inglês) em Pasadena (Califórnia, oeste dos Estados Unidos) disse a uma rádio americana, em novembro, que havia uma descoberta “digna de entrar nos livros de história” feita pelo robô Curiosity em Marte.

Em seguida, a agência espacial americana reduziu as expectativas em torno do suposto feito, mas já era tarde para conter as especulações sobre a possibilidade de a Nasa ter encontrado compostos orgânicos ou até mesmo vida no planeta vizinho.

Matéria orgânica marciana

Acabou em decepção a muito esperada conferência da NASA sobre os primeiros resultados de uma análise completa do solo de Marte, feita pelo robô Curiosity.

Há cerca de duas semanas, o chefe da missão, John Grotzinger, deixou escapar em uma entrevista que o anúncio envolveria uma descoberta “digna de entrar nos livros de história”.

Com tais expectativas infladas, os resultados perderam o brilho quando não foi anunciada a tão esperada “matéria orgânica marciana”.

Foi a segunda decepção seguida, logo depois do anúncio de que o robô não encontrou o tão esperado metano na atmosfera marciana.

Química de Marte

A NASA anunciou que o Curiosity “encontrou uma complexa química no solo marciano”, incluindo “água, enxofre e substâncias contendo cloro, entre outros ingredientes”.

Moléculas de água ligadas a grãos de areia ou poeira não são raras, mas os pesquisadores afirmaram ter encontrado uma quantidade maior do que a esperada.

Esta foi a primeira vez que o robô marciano – cujo nome oficial é Laboratório Científico de Marte – usou todo o seu arsenal de instrumentos para analisar o solo marciano.

“Nós não temos uma detecção definitiva de matéria orgânica marciana neste momento, mas nós continuaremos procurando nos variados ambientes da Cratera Gale,” disse Paul Mahaffy, coordenador dos experimentos com o instrumento SAM (Sample Analysis at Mars).

Contaminação com carbono terrestre

Quando as amostras foram aquecidas no interior dos instrumentos do robô, os cientistas detectaram compostos chamados hidrocarbonos clorados – um material orgânico simples formado por carbono, cloro e hidrogênio.

Contudo, não é possível saber se o carbono é marciano ou se foi levado pelo robô.

Os cientistas da NASA descobriram logo após o lançamento do Curiosity que uma falha de construção contaminaria as amostras com carbono terrestre, mas não havia mais como corrigir o problema.

Ironia

Mais interessante, porém, é que os instrumentos do robô detectaram minerais chamados percloratos.

Percloratos são sais que, quando dissolvidos na água, baixam sua temperatura de congelamento. Isso significa que é possível que a água permaneça líquida bem próximo da superfície, o que seria um ambiente propício para micróbios.

Contudo, o robô Curiosity não possui instrumentos que possam detectar vida diretamente – a menos que seja uma vida que mova-se à frente das suas câmeras.

Na verdade, sua grande missão é encontrar sinais de habitabilidade em Marte – passada ou futura. E, para isso, ele busca moléculas orgânicas.

Foi o que ele encontrou, mas, ironicamente, os cientistas têm certeza da presença da contaminação do carbono terrestre.

Assim, para cumprir as expectativas criadas, que possam “entrar para os livros de história”, o Curiosity terá que ter a sorte de capturar uma amostra excepcionalmente rica em material orgânico – o que não se sabe se existe em Marte.

Fonte: NUPESC com informações de G1 e Inovação Tecnológica

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s