Cuba tratou mais de 6.000 pacientes com células-tronco desde 2004

O tratamento com células-tronco em Cuba beneficiou cerca de 6.195 pacientes desde que começou a ser aplicado, em 2004, até junho deste ano, informou nesta segunda-feira (8) o jornal oficial “Granma”.

Nos últimos anos, Cuba ampliou este tipo de tratamento para 14 de suas 15 províncias. A maioria dos casos tratados são de angiologia, ortopedia e traumatologia.

paraplegico-celulas-tronco

O médico Porfirio Hernández, pioneiro na introdução do método das células-tronco no país, relatou ao “Granma” o “promissor” uso que o tratamento vem tendo em pacientes com insuficiência arterial, pois evitou amputações em entre 60% e 80% das pessoas com esta doença.

Segundo Hernández, existem em Cuba resultados “encorajadores” para outros problemas, como quistos ósseos, fraturas complexas, lesões articulares degenerativas, paraplegia por traumatismos da coluna vertebral, infarto do miocárdio e lesões neurológicas crônicas.

As pesquisas sobre as potencialidades das células-tronco começaram em Cuba em 2003, e o tratamento celular para regeneração de outros tecidos começou a ser aplicado em 2004, primeiro na área de angiologia e mais tarde em cardiopatias.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s