Astrônomo brasileiro trabalha para comprovar época da reionização

A revista Science publicou nesta sexta-feira o artigo “Uma pista local para a reionização do universo” que trata da observação do vazamento de fótons ultravioleta de alta energia de uma galáxia próxima à Via Láctea.

O pesquisador Roderik Overzier, do Observatório Nacional (ON/MCTI), é um dos quatro autores do artigo.

Trata-se de um fenômeno previsto, até então, apenas em modelos teóricos, que teria acontecido na “Época da Reionização”, quando as primeiras galáxias foram formadas, entre 400 milhões e 950 milhões de anos após o Big Bang.

“Nossas observações com o Telescópio Espacial Hubble mostram que, nessa galáxia [J0921+4509], novas estrelas estão sendo formadas em taxa tão intensa que o material que normalmente bloqueia os fótons de alta energia é removido por ventos e explosões fortes,” conta Overzier.

“Assim, a radiação ultravioleta escapa da galáxia. Isso nunca foi observado antes,” completa ele.

Época da Reionização

A Época da Reionização começou após o que se conhece por “Era das Trevas”, que durou de 380 mil anos até 400 milhões de anos após o Big Bang.

Depois da luz inicial, uma névoa de gás hidrogênio neutro preencheu o universo. Produzidos por estrelas jovens e massivas, os fótons ultravioleta de alta energia foram responsáveis por ionizar todo o gás hidrogênio que ocupa o espaço entre as galáxias.

Reionização do universoMas até agora não se compreendia como isso poderia ter acontecido se, em condições normais, esses fótons não escapam das galáxias.

“A galáxia deste estudo é muito semelhante às galáxias da fase inicial do universo. Então, essa descoberta demonstra pela primeira vez como o processo de reionização do universo pode ter acontecido”, explica o pesquisador.

“Nossa teoria é que as primeiras gerações de galáxias no universo também produziram ventos fortes e explosões que levaram à fuga dos fótons necessários para a reionização. Isso, porém, ainda precisa ser comprovado, observando diretamente galáxias no início do universo. Vai ser muito difícil, mas nosso estudo tem dado pistas muito importantes sobre como fazê-lo,” concluiu o pesquisador.

Referência Bibliografica:
A local clue to the reionization of the universe
Sanchayeeta Borthakur, Timothy M. Heckman, Claus Leitherer, Roderik A. Overzier
Science
Vol.: 346 no. 6206 pp. 216-219
DOI: 10.1126/science.1254214

Créditos: Inovação Tecnológica

Advertisements

One thought on “Astrônomo brasileiro trabalha para comprovar época da reionização

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s