NASA, Google e Disney querem incentivar meninas a seguirem carreira em Ciência

A Disney Junior se juntou com a NASA e o Google no ano passado para criar uma série de TV que quebre os estereótipos das carreiras de Ciência e Tecnologia e inspire meninas a seguirem carreira nestas áreas.

Quando vemos programadores em séries e filmes, por exemplo, geralmente o personagem é homem, nerd e passa horas solitário em frente ao seu computador. É exatamente isso que as três empresas querem mudar.

 Miles From Tomorrowland

A chamada Miles From Tomorrowland conta a história de um menino, Miles, que mora no espaço e está em busca de aventuras, sua esperta irmã Loretta, que sabe programar, e sua mãe Olivia, que dirige a nave da família. As companhias acreditam que, se feito do modo correto, o programa de TV pode fazer com que meninas se interessem por ciência em uma idade precoce.

Para retratar a família de modo real, os criadores da série visitaram a sede do Google no Vale do Silício e base da NASA no sul da Califórnia para falar com especialistas em tecnologia e Espaço.

“Queremos que todas as crianças se interessem por ciência, mas nós realmente sentimos que era importante que as meninas, em particular, vissem personagens femininos fortes”, disse Sascha Paladino, criador do show, ao jornal The Washington Post.

De acordo com o jornal, uma pesquisa realizada pelo Google no ano passado mostra que, na questão de gênero e carreiras, a mídia pode desempenhar um grande fator nas decisões das meninas de seguirem carreira em ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Por isso a importância de personagens femininos fortes e inteligentes. As garotas precisam se identificar com eles.

Enquanto se preparam para uma segunda temporada da série, seus criadores continuam ouvindo os conselhos do Google e da NASA. “Programar é um mecanismo para melhorar qualquer coisa que você queira fazer, e foi um grande ponto colocá-lo na personagem Loretta”, disse ao jornal Julie Ann Crommett, que lidera os esforços do Google em educar os meios de comunicação sobre ciência da computação.

“Queremos inspirar crianças realmente jovens a pensar sobre serem criadores de tecnologia, e não apenas consumidores”, disse Julie.

FONTES: InfoAbril e The Washington Post

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s