Nanopartículas usam radiação UV para descontaminar águas poluídas

nanoparticles

YARA LAIZ SOUZA – As nanopartículas têm entre 1 a 100 nanômetros de tamanho. Não tente imaginar isso, é muito pequeno. Cientistas já usam nanopartículas em pesquisas para tratamentos de doenças. Essas partículas levam os remédios de uma forma mais eficiente ao organismo, dando resultados empolgantes. Agora, pesquisadores do Instituto Tecnológico de Massachusets (MIT) e da Universidade Federal de Goiás (UFG) estão usando nanopartículas combinadas com luz ultravioleta (UV) para a descontaminação da água.

Mas, não é uma descontaminação qualquer. Poluentes pesados, como pesticidas e disruptores endócrinos como bisfenol A podem ser eliminados de uma forma rápida e fácil, deixando no chinelo os modos atuais, que são caros e demoram meses e até anos para darem resultado.

O autor principal do trabalho, Nicolas Bertrand, diz que a ideia foi por acaso. Ele trabalhava na projeção de polímeros fotossensíveis, que é uma nanopartícula, com a ajuda da radiação UV para o tratamento de doenças com remédios, quando descobriu que a técnica podia causar danos às células saudáveis. Sabendo que a radiação UV é usada para remover bactérias da água, ele e sua equipe desenvolveram uma forma de purificar a água usando a mesma ideia.

A preparação das nanopartículas de polímeros fotossensíveis vêm de moléculas que tem uma ponta hidrofílica (simpatizante da água) e um hidrofóbico (não simpatizante com a água). Depois de alguns processos, agregados são facilmente recuperados através de filtração ou sedimentação. A nanopartícula tem uma camada protetora e quando esta é perdida, polímeros são liberados para a água. Mesmo com uma quantidade pequena de material liberado para o líquido, as nanopartículas de Bertrand têm muitas vantagens se comparado com os processos de descontaminação atuais.

A nanotecnologia também é empregada para a purificação de água na África. Utilizando papel incorporado com nanopartículas de prata ou cobre, a água alcança 99,9% de pureza. É o Livro Potável, que consegue eliminar grandes quantidades de microorganismos da água. Uma única página filtra 26 litros de água; um livro feito com esse papel filtra água o suficiente para uma pessoa por quatro anos.

Mesmo com resultados animadores, alguns desafios ainda persistem. Os pesquisadores, agora, querem criar métodos para que nenhum polímero seja liberado para a água, garantindo ainda mais pureza. Dessa forma, ainda mais poluentes podem ser retirados como uma forma de tentar reparar estragos feitos por nossas próprias ações.

Via BioScience Technology

Advertisements

3 thoughts on “Nanopartículas usam radiação UV para descontaminar águas poluídas

  1. Pingback: O novo código da vida | Livres Pensadores.net

  2. Pingback: O novo código da vida | Amazonas Atual

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s