Tabela periódica ganha quatro novos elementos, todos superpesados

Quatro novos elementos foram acrescentados à tabela periódica, o que finalmente completa a sétima linha da tabela e torna os livros de Química em todo o mundo instantaneamente desatualizados. Descobertos por cientistas do Japão, da Rússia e dos Estados Unidos, os elementos foram identificados em 30 de dezembro pela União Internacional de Química Pura e Aplicada (Iupac, na sigla em inglês), organização global com sede nos EUA que rege a nomenclatura química, a terminologia e a medição.

A Iupac anunciou que uma equipe russo-americana de cientistas do Instituto de Pesquisa Nuclear em Dubna, na Rússia, e o Laboratório Nacional Lawrence Livermore, na Califórnia, conseguiram produzir provas suficientes para afirmar a descoberta dos elementos 115, 117 e 118. Já o crédito da descoberta do elemento 113, que também havia sido reivindicado por russos e americanos, foi concedido a uma equipe de cientistas do Instituto Riken, no Japão.

Estes são os primeiros elementos a serem adicionados à tabela desde 2011, quando foram incluídos os elementos 114 e 116.

Kosuke Morita, que liderou a pesquisa em Riken, afirmou que sua equipe agora pretende “olhar para o território inexplorado do elemento 119 e além”. E o ex-presidente do Instituto Riken e ganhador do Prêmio Nobel de Química, Ryoji Noyori, ressaltou que “para os cientistas, isso tem mais valor do que uma medalha de ouro olímpica”.

— A comunidade química está ansiosa para ver sua tabela mais querida finalmente concluída até a sétima linha — disse ao jornal “The Guardian” o professor Jan Reedijk, presidente da Divisão de Química Inorgânica da Iupac.

Os elementos serão oficialmente nomeados pelas equipes que os descobriram nos próximos meses. O 113 será o primeiro a receber um nome, na Ásia. Por enquanto, eles foram batizados temporariamente como unúntrio (Uut ou elemento 113), ununpentium (Uup, 115), ununseptium (Uus, 117) e ununoctium (Uuo, 118 ). Novos elementos podem receber nomes criados a partir de um conceito mitológico, um mineral, um lugar ou país, uma propriedade ou um cientista.

Esses quatro elementos, todos feitos pelo homem, só existem em frações de segundo antes de decair para outros elementos. Isso acontece também com os outros elementos superpesados que povoam o fim da tabela periódica.

FONTE: JORNAL O GLOBO

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s