Descoberto a rota de escape do hidrogênio marciano e água na atmosfera

mars-escape

Imagem: NASA

YARA LAIZ SOUZA – Saber sobre o que houve com a água na superfície de Marte é quase uma prioridade na Ciência atual principalmente se quisermos mesmo, um dia, colonizar o planeta vermelho. Pesquisadores do Laboratory for Atmospheric and Space Physics (LASP) da Universidade do Colorado descobriram uma rota de escape para o hidrogênio no planeta que pode ter um papel significativo para a perda de água líquida em Marte.

O processo faz com que moléculas de água se elevem às camadas médias da atmosfera marciana durante as estações mais quentes e, nas estações mais frias, estas moléculas se quebram provocando um grande aumento na taxa do escape de hidrogênio para fora do planeta em apenas algumas semanas.

“Voltando á década de 1970, o quadro convencional da perda de hidrogênio marciano tem sido de escapar lenta e constantemente sobre escalas longas de tempo”, diz Mike Chaffin, pesquisador associado do LASP e autor principal do estudo. “Com este trabalho, descobrimos que existem maneiras de produzir variações muito mais sazonais do que se pensava anteriormente”.

Esta perda de hidrogênio somando à perda da própria atmosfera durante as tempestades de vento solares acabou diminuindo a habitabilidade de Marte. Em 2007, o telescópio Hubble da NASA e a sonda espacial Mars Express da ESA já detectavam grandes variações sazonais na taxa de escape de hidrogênio no planeta. Quando a órbita de Marte está mais próxima do Sol, o escape de hidrogênio aumenta 100 vezes.

“Parece que isso acontece a cada ano marciano. Vemos uma fuga eficiente enquanto o planeta está perto do Sol e menos escape quando o planeta está mais longe”, explica Chaffin. “Isso nos diz que a velha explicação para a fuga de hidrogênio marciano é insuficiente”.

O estudo mostra claramente que a água está em grandes altitudes e que todo o inverno marciano ela é destruída fazendo com que o hidrogênio saia do planeta em direção ao espaço profundo. “Neste caso, tivemos dois resultados inesperados: mudanças sazonais na fuga de hidrogênio e excesso de água na atmosfera média. Mas, juntas, essas duas coisas inesperadas fazem muito sentido”, diz Chaffin. “É muito gratificante como cientista quando isso acontece”.

Como efeito, este estudo irá ajudar a moldar com mais precisão o passado de Marte e tentar mostrar como e porque um planeta tão promissor se tornou tão frio, seco e deserto. O próximo passo é entender o quanto de água está presa na atmosfera para entender, também, a evolução do clima marciano.

Via site do LASP

Anúncios

One thought on “Descoberto a rota de escape do hidrogênio marciano e água na atmosfera

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s